Normalmente quem está preso conta os minutos para ir embora, mas um fato inusitado aconteceu na tarde de quarta-feira, 20, na cadeia pública de Goioerê, onde um preso recebeu alvará de soltura da justiça, mas se recusou a ir embora.

                     

Paulo Aparecido de Souza, 44, foi preso na última quinta-feira, 14, por força de um mandado de prisão expedido pela Vara Criminal de Goioerê. Ele deixou de comparecer no Fórum, pois cumpre pena no regime aberto, e por isso teve a prisão decretada.   Após a prisão, ele foi apresentado no Fórum de Justiça e teve a prisão relaxada, com a emissão do alvará de soltura na quarta-feira.
                     

Quando foi comunicado que deixaria a cadeia, Paulo disse que não iria embora. Depois ele disse que somente sairia com algum parente que lhe desse segurança. A partir daí aconteceu uma romaria de parentes na cadeia (ele estava em uma cela separada) e ele recusou alguns parentes. Ele somente aceitou deixar a cadeia depois de ser convencido pela esposa, depois de muito tempo de “negociação”.    Paulo Aparecido de Souza aparentava estar com problemas psicológicos ou mentais, além de estar muito fraco.  

 

 

com informações do Goionews;

 

Neste mês foram registrados 1.282 focos de incêndio em todo o Paraná

O Corpo de Bombeiros atende uma ocorrência a cada 13 minutos, sendo a região de Maringá e Curitiba as localidades com maior número de casos. O município de Maringá, por exemplo, teve o mês de setembro mais quente dos últimos 17 anos.

Setembro registrou 1.282 focos de incêndio em todo o Paraná. É o maior número registrado neste mês nos últimos 12 anos, segundo dados do Corpo de Bombeiros e do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE). O órgão estadual atende uma ocorrência a cada 13 minutos, sendo a região de Maringá, no Noroeste do Estado, e Curitiba as localidades com maior número de casos.

 

Para Paulo Barbieri, meteorologista do Simepar, o número de queimadas cresce em setembro por causa do clima seco e sem chuvas. “Há um bloqueio atmosférico, uma massa de ar quente que está sob o Estado e não deixa as frentes frias chegarem até o solo”, conta. É algo típico da estação mais fria do ano, que é seca e não tem muitas ocorrências de chuva.

A cidade de Maringá registrou altos índices porque teve o setembro mais seco dos últimos 17 anos. “Essa situação, no entanto, pode mudar porque restam 11 dias para terminar o mês e há possibilidade de chuva nas próximas semanas”, salienta Barbieri.

DESCUIDO - Em alguns casos, o fogo é iniciado por descuido da própria população, conta a capitã do Corpo de Bombeiros, Rafaela Diotalevi. Segundo ela, nesta época do ano acontecem muitas ocorrências em terrenos baldios, principalmente na capital paranaense.

“As pessoas costumam jogar sacos de lixo nos terrenos e em alguns há cacos de vidro. O contato deles com o sol provoca novos incêndios, que poderiam ser evitados se houvesse mais cautela”, relata.

PREVENÇÃO – Para alertar sobre os riscos de incêndio, o Corpo de Bombeiros tem uma série de campanhas educativas para conscientizar a população. Além do vidro, jogar bitucas de cigarro no mato, acender fogueiras por brincadeira e soltar balões também podem ocasionar novos incêndios. O órgão também procura incentivar as pessoas a ligar imediatamente para o telefone 193 assim que presenciarem focos de incêndio.

Provocar incêndios em vegetação nativa sem a devida autorização é crime. O dono do terreno ou a pessoa responsável pelo manejo do fogo pode sofrer as sanções previstas na Lei de Crimes Ambientais e receber multas que variam de acordo com a área queimada.

m motorista foi preso em flagrante por dirigir embriagado e também por corrupção ativa em Campo Mourão. O fato aconteceu no final da tarde desta terça-feira (19), por volta das 18h00.

O detido conduzia um VW/Gol e tentou cruzar a Avenida Jorge Walter, no cruzamento com a Rua Edmundo Mercer, invadindo a preferencial. Um rapaz, que dirigia o outro veículo, do mesmo modelo, nada pode fazer para evitar o choque.

A pancada foi tão forte que os carros ficaram “colados”. Felizmente não houve feridos. A Polícia Militar foi chamada e descobriu ainda que o motorista que provocou o acidente estava com a CNH vencida. Ele foi chamado para fazer o teste de bafômetro, mas se recusou.

Vendo o visível estado de embriaguez, o policial deu voz de prisão ao condutor. Para tentar se livrar, o acusado ofereceu um carneiro para o policial: “… posso lhe entregar um carneiro amanhã se quiser”, disse ele. Como foi recusado a “oferta”, o infrator foi além: “… gastaria que o senhor ficasse quieto, lhe dou R$ 500,00 e resolvemos tudo aqui.

O policial acionou o gravador no celular e gravou a tentativa de suborno. O motorista foi informado que além do crime de embriaguez ao volante, ele seria preso pelo crime de corrupção ativa. A vítima do acidente ouviu a tentativa de corrupção e seguiu para a delegacia como testemunha.  ( TA SABENDO - C.Mourão)

Um motivo banal resultou em um duplo homicídio numa fazenda localizada na Estrada Vermelha, no Cedro, distrito de Perobal, na tarde desta terça-feira (19). Uma mulher e o filho, de seis anos, foram mortos a facadas e tiveram seus pescoços cortados.

Detida, uma mulher confessou a autoria. Ela disse ter saído de casa com a intenção de matar o esposo da vítima, por este comumente tirar sarro e falar algumas coisas de seu companheiro. Ambas residem e trabalham na propriedade.

Na casa da colega de trabalho, como não encontrou seu alvo, a acusada sentou, pediu uma água e conversou com a vítima. Depois ela tirou a faca da cintura e acabou matando a mulher com dois golpes no peito, e posteriormente a criança, que estava no quarto. As vítimas tiveram os pescoços cortados.

Funcionária de fazenda mata companheira de trabalho e o filho dela, de 6 anos  Foto: Lucas Lima

Antes de confessar, a autora dos homicídios tentou convencer os policiais de que os crimes teriam sido praticados por dois assaltantes. Eles teriam abordado a suspeita e fizeram com que ela fosse até a casa das vítimas para roubar dinheiro. Em sua versão inicial, ela ainda informou que os bandidos teriam matado a mãe e a criança e que inclusive teria entrado em luta corporal com um deles. Mas com a apreensão da faca, que estava com a acusada, a versão caiu 'por terra'.

Após a Polícia Civil de Umuarama chegar e analisar a cena do crime, identificaram alguns elementos que não condiziam com o depoimento inicial da suspeita. Os policiais conversaram com a acusada, que acabou confessando o duplo homicídio e deu detalhes de como ele ocorreu.

"Ela diz que tem transtorno bipolar, que se trata em um psiquiatra de Umuarama, mas isso é algo que será apurado no decorrer do processo", disse o delegado Fernando Ernandes Martins, que ressaltou o fato de a autora ter demonstrado frieza o tempo todo. "Ela disse que se arrepende, mas que queria matar o homem. E disse que se não matasse ele iria matar alguém, porque ela saiu hoje disposta a matar. Então ela é fria e calculista", informou o delegado. 

Martins ressaltou que a acusada cofessou inclusive ter amolado a faca com que cometeu os homicídios antes de sair de casa. "Ela disse que já trabalhou em um abatedouro e que sabia amolar bem uma faca", explicou.

A acusada não teve seu nome divulgado até o momento, nem as vítimas. Os corpos foram recolhidos ao IML de Umuarama.

Rafael Francisco de Siqueira, da dupla Fábio e Rafael, foi preso na manhã desta quarta-feira (20) em um prédio de luxo em Londrina. O ônibus da dupla foi apreendido durante a operação do Núcleo de Repressão a Crimes Econômicos (Nurce), da Polícia Civil do Paraná.

Rafael Francisco de Siqueira, da dupla Fábio e Rafael, foi preso nesta manhã em um prédio de luxo em Londrina  Foto: Divulgação

Ao todo, 35 mandados judiciais são cumpridos em quatro estados. O alvo da ação é uma mega quadrilha de falsificação de cigarros com atuação em todo o país. 

A operação 'Sem Filtro' conta com o apoio da Receita Federal e acontece em dez cidades do Paraná, São Paulo, Minas Gerais e Bahia. Mais de 100 policiais civis cumprem 16 mandados de prisão e 19 de busca e apreensão, todos xpedidos pela Justiça de Londrina. 

Entre os alvos estão duas fábricas de cigarro, gráficas e em uma empresa utilizada para lavagem de dinheiro. 

O Nurce pediu ainda o sequestro de R$ 6,5 milhões dos bens do homem apontado como chefe da quadrilha e ainda de 19 veículos utilizados pela organização criminosa, entre eles o ônibus da dupla. A Justiça ainda determinou o bloqueio de seis contas bancárias.

Os investigados vão responder pelos crimes contra a saúde pública, organização criminosa e lavagem de dinheiro. O Nurce suspeita que os cigarros fabricados de forma clandestina são revendidos e consumidos em dezenas de estados do país.

(Catve)

o tratamento em Cascavel, que inclui a utilização de plaquetas e por causa disso ele está precisando de doação de sangue tipo   “O Negativo”, que é compatível com o seu.     

                                

Como é um tipo de sangue raro, a família está fazendo um apelo para que as pessoas que possuírem o sangue “O Negativo” para que façam a doação. Ao todo, Elizeu necessita de 72 doadores, sendo que nesta primeira campanha serão levadas 20 pessoas com o sangue “O Negativo”.
                                      

Como a doação será realizada em Cascavel, a família já providenciou transporte para levar todas as pessoas com sangue “O Negativo” dispostas a colaborar. A coleta do sangue será realizada na próxima quarta-feira, dia 27, sendo que o local de saída ainda está sendo definido.  As pessoas que se dispuserem a doar sangue para Elizeu Pimentel podem entrar em contato pelo telefone (44) 99875-8011 – com Renata.

PRIMEBURGUER
PainiAdvogado
sagaz pequeno
Novodr.fernandoLino
Novodr.fernandoLino

Who's Online 

Temos 29 visitantes e Nenhum membro online

redezabini
NICOLASGAZS1
CENTER FM Novo 1 direita

Rádio Qcnews

Scroll to top